Viva as Mulheres

Proponho parar de se proteger as mulheres.
A proteção às mulheres são atitudes tipicamente masculinas senão mesmo machistas.
Quem menos conhecem as necessidades femininas são os homens, e mesmo a ciência nem propriamente desvendou essa natureza.
Nada melhor que elas próprias encontrem livremente seu caminho pela Sociedade, como os homens o fizeram até aqui.
Ainda vivemos num ambiente masculino, pela força e pelo berro, onde a mulher é o sexo frágil. Não é verdade.
Antes de serem respeitadas devem ser aceitas e reconhecidas para termos a tal igualdade de gêneros.
Gêneros estes hoje cada vez mais diversificados e menos compreendidos.

Advertisements

Pensamenteando

  1. Um Partido Político não é um conjunto de Pessoas que pensam da mesma forma, mas sim uma Ideia que recrutam pessoas para formar o conjunto.
    É uma minoria militante numa maioria de “úteis inocentes”…
  2. Colocar um político numa administração nacional é um perigo “idealista” de várias formas…
  3. Bolsonaro é um mal necessário para combater um mal pior… uma lástima… mas…
    (Joice H. a senadora, é uma populista embriagada, graças a deus…).
  4. Intervenção militar é substituir uma administração por outra igualmente suspeita…
  5. Indisciplina Civil só serve para fundamentar uma bagunça: mas que nós faz bem, faz… Aliás, é o já que fazem!
  6. O Liberalismo é um Ideal Individual e não coletivo, não social…
  7. Se andas “nervoso” pela situação, chores, chores e depois rias, rias de si mesmo…
  8. Conceitos “esquerda” / “direita” são obsoletos para os comunistas, pois, homogênicos, não aceitam a “direita” surgente, que é um perigo…
  9. As esquerdas, de tão barulhentas, aparentam ser grandes e imponentes…
  10. A “direita xucra”, definição nova, é o resultado intolerante de um Brasil incoerente e ignorante…
  11. O “Merco Sul” é um caso típico de Globalismo, controlado por uma elite política internacional, que a gente nem conhece, mais que nós sai mais caro…
  12. Qualquer “ditadura” em controle centralizado, sendo Militar, Religiosa, Corporativa, Judiciária, Idealista, Hereditária, Nazista, Comunista, Fascista, etc. etc. são hegemônicas, não admitem concorrência, e são da Extrema Esquerda!

Empregos

A Agro-Pecuária no Brasil vai bem porque tem cada vez menos “trabalhadores”.
A Indústria vai mal por que tinha muitos empregados.
O Desemprego fará a Indústria melhorar!
O Governo vai mal por que tem excesso de trabalhadores.
A Área de Serviços ia bem até que se expandiu demais.
A Indústria Civil sempre foi um grande empregador de desclassificados. Hoje é um grande desclassificado!
Na Tecnologia da Informação as Universidades preocupados com a “Produção Centralizada”, formam improdutivos.
Na Indústria Auto-Motiva tanto se fez que todos os trabalhadores (em greves) foram substituídos por robôs!
A primeira coisa que se faz para equilibrar finanças, é as empresas demitirem.
O que fazer com tantos desempregados? aposentadoria neles…

Passaporte

Para revalidar o meu passaporte alemão, por meu pai não se ter naturalizado brasileiro (ele bem que o quis), o Consulado pediu a Certidão de Casamento dos meus pais (1943), numa igreja que ainda existe (no Rio), mas o Cartório não encontrou nenhum registro na Juridição.
Como assim? eles nem procuram direito, eu vi, são de uma incompetência, irresponsabilidade, pouco caso com a coisa pública…
A Alemanha é muito burocrática.
Aliás, também não acharam o Registro de Nascimento dele (1907), em Berlin, onde nasceu, tudo destruído…
Mas o Passaporte foi-me dado à revelia.
Os documentos já haviam sido apresentados, mas eles queria agora registrar os originais. E eu sei lá aonde estão?

Aposentadoria

A aposentadoria é um “mal” pois degrada a pessoa e o torna um preguiçoso, numa idade produtiva, confiável, experiente.
Aos Jovens, o treinamento.
A aposentadoria devia ser um benefício social aos necessitados, incapacitados, cansados da vida…
Tanto é que aposentado logo arranja outro emprego…
Vai ganhar mal assim nos States…

Passaporte

Para revalidar o meu passaporte alemão, por meu pai não se ter naturalizado brasileiro (ele bem que quis), o Consulado pediu a Certidão de Casamento dos meus pais (1943), numa igreja que ainda existe (no Rio), mas o Cartório não encontrou nenhum registro na Juridição.
Como assim? eles nem procuram direito, eu vi, são de uma incompetência, irresponsabilidade, pouco caso com a coisa pública…
A Alemanha é muito burocrática.
Aliás, também não acharam o Registro de Nascimento dele (1907), em Berlin, onde nasceu, tudo destruído…
Mas o Passaporte foi-me dado à revelia.
Os documentos já haviam sido apresentados, mas eles queria agora registrar os originais. E eu sei lá aonde estão?

Pela Lei Rouanet

A Lei permite que parte dos impostos devidos pelas pessoas jurídicas sejam direcionados ao incentivo cultural, em vez de diretamente ao estado. Para isto o incentivador, coletivo ou individual, tem que obter a devida permissão do estado e das empresas para receber os recursos. Teoricamente é perfeito. Mas o incentivo cultural já é tão dúbio como o próprio conceito de “cultura”.
Mas o Brasil permitindo essas iniciativas, continua tão perdulário como se gasta-se a seu critério os recursos e viabilizar os altos impostos em vigor. Se pelo menos houvesse forte fiscalização nas aplicações bem regradas.
O próprio governo no dispêndio dos seus recursos sofre pela má gestão com resultados pífios. A hipótese que a iniciativa privada o faria com melhores sucessos é factível.
Então, porque não resolver de forma mais ampla e sustentável em áreas que o governo insiste em manter, como na Educação e na Saúde?
Mas já existem muitos desses esforços, como nas “ONGs” (Organizações Não Governamentais), que recebem subsídios pelos diferentes Ministérios: do Trabalho, da Educação, da Cultura, das Cidades, etc. Mas a falta de acompanhamento e interesse da própria Sociedade, acaba gerando uma indústria da corrupção em níveis inimagináveis.
Agora, se o estado controlar de mais, as decisões tornam-se reféns de ideologias suspeitas ou não sustentáveis, pois os governos são passageiros.
Na Alemanha atual, é um Estado “Ordoliberalism”, um conceito acadêmico alemão, tipo “Social-Democrata socialista”, centralizador, intervencionista que quer  controlar até o Mercado, que decide, por exemplo, que nas escolas públicas impõe esta tal de “ideologia de gênero”, que chega a prender pais que, junto aos filhos se opõe ou boicotam explicitamente o projeto…
Desta forma, acredito que somente um Estado enxuto, com algumas poucas responsabilidades públicas e com poucos recursos financeiros, poderia erguer, democraticamente, uma forte rede de apoio efetivo da iniciativa privada com capital próprio, orientada e fiscalizada por agências especializadas, mas não intervencionistas…

Nós, os brasileiros

  1. O brasileiro tem duas alternativas de Vida: emigrar com as suas economias e procurar o seu lugar num Mundo melhor ou aguardar que outros resolvam a situação do “país” e sobrar algum pra si!
  2. A escravidão intensa e tardia fizeram do brasileiro um molenga, um preguiçoso, que nem cozinhar sabe!
  3. O aparelhamento das empregadas domésticas foi só pro governo receber mais impostos; se foi para resolver algum problema social, perdeu tempo, porque só confundiu, encareceu, e todos perderam!
  4. A falta de uma estrutura empresarial no Brasil é tal, que todos os que se metem a empresário, em qualquer atividade, sobrevivem muito pouco e ainda ficam devendo impostos ao governo!
  5. O preparo do brasileiro é tão parco, que por muito pouco ele já se acha e se mete a fazer coisas que pensava dominar!
  6. A moda é fazer Investimentos e viver de renda: isto só no Brasil!
  7.  A mão-de-obra brasileira é muito cara pela baixa produtividade e o salário é muito baixo que permita aprimoramentos próprios. E se a empresa treina funcionário, logo, logo, este procura um emprego “melhor”!
  8. Se as Esquerdas continuarem como Maioria, os que aqui ficarem, continuarão a ficar…